segunda-feira, 1 de março de 2021

Uma força para o Marketing

 

Ultimamente, tem se tornado popular as ferramentas de divulgação de propagandas e de empresas feitas pelas redes sociais. São muitas opções de redes sociais hoje em dia, e deixaram de ser apenas um lugar para fazer fofoca ou postar a foto do prato que se comeu no almoço. Nunca foram, na verdade, a função principal destas redes sociais, mas de uns tempos para cá, realmente se profissionalizaram as ferramentas disponíveis nelas para que todos possam usá-las para fazer propaganda, tanto para os amigos próximos quanto para qualquer pessoa no mundo. As redes sociais, usando a estrutura de alcance mundial da internet, realmente permitem que minha propaganda alcance uma mãe de família na Irlanda ou um empresário em Macau. E também os vizinhos e outros brasileiros, claro.

Muito ainda tem de se aprender a utilizar esta fantástica oportunidade que faz com que o mundo se torne não a minha vila, mas o quintal da minha casa, quer dizer, ao alcance de um clique, no meu quarto, sala ou escritório, consigo alcançar o que antes não poderia nem de carro. Talvez de avião, e jamais no mesmo dia.

Claro que as redes sociais têm interesse nisso, pois é assim que elas ganham dinheiro. Assim como na televisão ou rádio, a fonte de receita, o faturamento está presente na publicidade que eles oferecem, com seus espaços que alcançam países ou regiões inteiras (no caso da televisão ou revistas) e a sua cidade ou bairro (no caso do rádio ou jornal impresso, por exemplo), da mesma forma, as redes sociais de alcance mundial ganham dinheiro cobrando por propagandas que alcançam públicos específicos.

Mas vamos lá: para um microempresário ou mesmo uma pessoa que faça, por exemplo, bolos em sua casa para vender, não era lá muito viável pagar uma rede de televisão (mesmo que regional) e, por vezes, nem mesmo a emissora de rádio para veicular sua propaganda. Era algo meio fora de alcance para a maioria. Além disso, pegue o exemplo da televisão. A mesma propaganda passava determinado horário, para todos que estavam assistindo. E, digamos, a propaganda de um carro zero quilômetro não tinha muito apelo ao público adolescente ou muito jovem que estava assistindo, sem condições de pagar por aquele bem. Assim como propagandas de produtos femininos sendo exibidas para homens que estavam assistindo à TV no mesmo horário, também atingiam pessoas que não eram seu público. Muitas propagandas “perdiam tempo” indo a públicos que não eram seu alvo.

A internet e as redes sociais mudaram isso.

Hoje você pode fazer bolo na sua casa, tirar uma foto com seu celular e fazer sua propaganda para 50, 100, 2000 pessoas que conheçam seu produto, sem custo. Sem sequer sair de casa. Mas não precisa ficar nisso. Você pode ir além. Pode gastar um pouco, digamos uns R$ 40,00 e direcionar a propaganda dos seus produtos de belezas para atingirem um público de 1000 mulheres, que morem na sua cidade, que tenham entre 20 e 50 anos de idade, por exemplo e, assim, não gastar levando propaganda a quem não seja seu público-alvo, economizando seu investimento. Ou, na linguagem empresarial, “maximizando” seu investimento em marketing. E, claro, não preciso nem falar que investir um valor destes, na TV ou rádio, é impensável. O que não significa que você não possa investir muito mais e ter melhores resultados.

As possibilidades da internet e redes sociais para ajudar o seu marketing a vender seu produto são enormes e devemos aproveitar isso. Só não podemos confundir as coisas. Hoje, essa ajuda é no marketing, nas vendas. E alguns estão confundindo, pensando que isso também é administração da empresa. Não é! O processo administrativo e de controle exige outros tipos de procedimentos. Para isso, também existem ferramentas apropriadas, importantes e de qualidade. Mas as redes sociais vieram para melhorar o marketing que, digamos de passagem, antes só as grandes empresas podiam fazer de verdade. Hoje, os microempresários e pessoas físicas têm isso ao seu alcance, com uma qualidade que nem antes existia para as grandes empresas.

É uma oportunidade que não podemos desperdiçar.


Lucas Durigon


se gostou deste, compartilhe clicando abaixo

e clique em “seguir” ao lado para acompanhar novas publicações.

___________________________________________

um novo artigo por mês, neste blog


veja mais conteúdos, no meu site: 

https://lupasoft.com.br/LucasDurigon/