segunda-feira, 16 de março de 2020

Os Algoritmos e a Sociedade


Continuando o assunto sobre os algoritmos presentes nas redes sociais e sites de pesquisa, o que possibilitou realizar essa conexão entre sua pesquisa e os anunciantes foram os algoritmos: pequenos softwares presentes internamente nas redes sociais que fazem isso. O mesmo para o GPS: o que possibilita traçar uma rota de um ponto de origem a um destino e dizer qual o melhor caminho, o mais curto ou mais rápido (considerando inclusive o trânsito do momento), ou permitir ao Uber buscar o motorista mais próximo do interessado no transporte etc etc e tornar todos esses aplicativos e funcionalidades úteis são os algoritmos. São criados por programadores, como eu. Estão presentes na sua vida, transformando a sociedade e você nem os vê trabalhando. E muito menos veem os seus criadores: os programadores.
Mas como eu disse, toda tecnologia, em si, embora não seja boa ou má, do ponto de vista moral, são usadas por humanos, seres morais, que podem dar uso bom ou mau para seus fins. A tecnologia só pode ser definida do ponto de vista técnico como boa ou má. Neste aspecto, os algoritmos dos exemplos acima são ótimos. São tecnologias maravilhosas. Quem trabalha na área sente-se extasiado em ver o que um algoritmo é capaz de fazer, tecnicamente falando, entender suas engrenagens internas e perceber como isso pode realmente mudar a sociedade, na prática e, de preferência, para melhor!
Mas do ponto de vista moral, um algoritmo destes da rede social pode ser usado, por exemplo, para induzir pessoas a um comportamento, para influenciar pensamentos dos menos atentos, para direcionar resultados de eleições etc etc etc.
E, neste aspecto, volto à frase inicial da primeira parte deste artigo, dizendo que o facebook está ficando chato! Porque além do algoritmo selecionar os anúncios comerciais do meu interesse (baseado nas pesquisas que eu faço), ele seleciona também os assuntos do meu interesse, baseado nas curtidas, compartilhamentos e visualizações que faço. Ou seja, se eu costumo curtir e visualizar assuntos referentes a “artes plásticas”, por exemplo, então, com o tempo, irá mostrar para mim postagens, comentários e pessoas que curtem os mesmos assuntos. Mostram os outros, também, claro, mas concentra-se nesses, que são assuntos correlatos ao meu interesse.
E isso vai se aperfeiçoando com o tempo, fazendo com que o assunto mostrado seja, cada vez mais parecido com o meu interesse, ou pelo menos o interesse que eu demonstro nas curtidas e compartilhamentos. As pessoas que têm o hábito de curtir todos (não apenas aqueles que ela realmente gostou), não percebe muito esta seleção feita pelo algoritmo, pois, afinal, ela curte tudo! Mas aqueles que só curtem o que realmente gostam começam a percebem que na sua rede social aparecem mais assuntos relacionados ao seu gosto, ao seu interesse. Dentro de algum tempo, a impressão que dá é que aquele assunto é o que todo mundo fala, que ninguém mais pensa em outra coisa, a não ser nas mesmas coisas que você. E isso fica chato.
E fica perigoso também.



se gostou deste, compartilhe clicando abaixo
e clique em “seguir” ao lado para acompanhar novas publicações.
___________________________________________
um novo artigo por mês, neste blog

veja outros trabalhos meus, no meu site: 

http://lupasoft.com.br/LucasDurigon/